11 de novembro de 2011
Quando estiver triste e preocupado. Não temas! Se frustrações inundarem os céus de sua vida. Não temas!
As pessoas em quem confiou estão se voltando contra você? Não temas!
Sentir-se sozinho é uma constante em um mundo com vários bilhões de pessoas, não ver a realização dos seus objetivos pode ser igualmente desanimador. Ao abrirmos os olhos em cada manhã nos vemos diante de desafios que se avolumam como uma grande muralha. Ao fecharmos os olhos eles falam aos nossos ouvidos: você não vai conseguir. Mas Não Temas!
O Medo tem duas filhas, a Fuga e a Paralisia. A Fuga é uma menina rebelde que ao invés de falar o que pensa sempre se esconde, acabará por ir morar em algum lugar onde não encontre pessoas nem desafios, pois de outra maneira também de lá fugiria. A Paralisia por sua vez nunca sairá de perto de seu pai, continuamente junto do Medo nunca fará mais do que ficar ali parada vendo a vida passar.
Se você convidou - involuntariamente - o medo para morar com você então certamente ou ficará morando com ele e sua filha Paralisia, ou vai fugir junto com a Fuga, vez ou outra encontrando o Medo e a Paralisia para conversar. Mas o problema é que eles são hospedes inconvenientes, entendo como se sente, vieram dizendo que ficariam apenas um ou dois dias e já faz meses que não se tocam... E você já tentou jogar algumas indiretas, dizer que precisa sair de férias não resolve, eles foram juntos e voltaram... Já tentou até pagar para eles irem embora, mas com o Medo não tem jeito ele não liga para dinheiro, por mais que já tenha feito você gastar muito dinheiro... É, não é fácil, então o que fazer, como mandar o cara embora de vez?
Só tem um jeito, você precisa receber outro hospede, que ocupe o lugar dele. Pense, quem poderia vir e lhe dar uma força? quem poderia ter uma família tão grande - e agradável - que você seria obrigado a dizer ao Medo - Sinto muito, mas tenho um amigo que precisa se hospedar aqui e não haverá espaço suficiente, você tem ficado por aqui há algum tempo, espero que entenda...
Ele vai resmungar, e aí o que vai fazer diferença é quem você convidou, se for alguém forte o Medo vai tremer nas bases e "pernas para que te quero", mas se for um amigo meio "nem lá nem cá", não vai nem ligar, pior ainda: vai fazer amizade e ficar por mais tempo.
Para te ajudar logo abaixo dou meu palpite sobre a melhor escolha para se livrar do Medo, mas antes disso e para não dizer que não avisei, aqui vão duas dicas sobre o nosso "amigo" Medo:
Bom, a primeira dica não é muito boa de se ouvir: ele pode ir embora, mas vai voltar acompanhado de suas duas filhas, mais cedo ou mais tarde, e se a casa estiver vazia, "já era", olha ele lá de novo, não pense que ele vai esperar ser convidado, ele o maior oferecido.
A segunda dica é que se você ficar muito tempo morando com o medo acabará gostando dele, sim ele tem umas idéias interessantes, uma argumentação muito boa, fará de tudo para te convencer que é excelente ter ele como aliado, mas quando menos esperar começará a enxergar que ele anda te traindo, ele e as filhas dele, você faz um plano e eles fazem de tudo para não dar certo. Depois de alguns anos você irá olhar para trás e pensar porque eu deixei o Medo ser o meu conselheiro, olha não fiz nada em minha vida, mas então será muito, muito tarde.
No entanto, não se desespere, a solução existe, e eu já disse ocupe o lugar dele, coloque alguém forte e corajoso que o medo vai embora, meu melhor conselho é que convide a Jesus, o Cristo, para morar contigo, ele é forte, e é corajoso, e o Medo não suporta gente corajosa, você nem precisará pedir para ele se retirar ele vai sair de fininho e enquanto Jesus estiver morando com você ele nem vai querer saber de ir em sua casa. Então fica a dica e meu conselho, cuidado com o medo, estou morando com Jesus há um bom tempo e de vez enquanto Ele me avisa, Gilliard, Não Temas! É, Hoje em dia quando o medo dá uma passadinha por aqui, na verdade ele não chega a ficar em casa, como ele não gosta de Jesus ele me convida para sair, se eu aceito passamos horas andando para cima e para baixo em ruas escuras que não sei onde ele consegue encontrar, depois de um tempo me dou conta que estou de novo andando com Medo, grito por Jesus, Ele me encontra e me leva para casa de novo. É meio constrangedor assumir, mas não fosse por Jesus acho que viveria com o Medo. Agora mesmo estava falando com Jesus e Ele me disse que importante é acreditar em Deus e deixar o amor tomar conta que o perfeito amor lança fora todo o medo. Então vou te falar o que ele me disse baixinho, como que se quisesse que eu guardasse isto para o dia inteiro, e depois para a vida inteira: Não Temas!

Gilliard Lima