29 de março de 2012
Já imaginou como seria ler um livro técnico como se fosse um romance? Qual seria o resultado? Certamente iriamos ficar procurando situações que acontecem em um romance e não iriamos encontrar, como nossa expectativa estaria incorreta, nosso resultado não seria muito bom.

Parece muito estranho esta afirmação, mas é exatamente isto que está acontecendo com a maior parte dos leitores do livro de Apocalipse, eles buscam o livro não para aprender, mas apenas para tentar confirmar o que já acham que sabem. E o resultado não é muito bom.

Então como chegar a um bom índice de aproveitamento nesta leitura? 


Você chega no final de um dia de trabalho a sua casa e retira do bolso um punhado de chaves, de todos os tipos, tamanhos e cores, e uma a uma vai procurando a chave que abre a porta de sua casa, até que finalmente a encontra. Se você tentar abrir a porta de sua casa com uma das outras chaves, o que acontecerá? Nada, você vai dizer. E está correto. Não vai abrir.

Porque? Porque cada porta tem a sua chave! E cada livro tem também uma chave que o abre. Agora, o que é uma chave?
Uma chave é um decifrador de códigos.

Cada fechadura tem um código, que deve ser resolvido pela chave, se a chave estiver com o código (aquelas saliências que ela possui) errado não conseguirá abrir a fechadura.

Vamos então analisar como deve estar codificada nossa chave - mental, espiritual e emocionalmente falando - para abrir o livro de apocalipse ao nosso entendimento:


  • Leia Apocalipse como deve ser lido: Ele é A Palavra de Deus.
    • Se não entendermos isto nada mais fará sentido.
  • Ele foi destinado a igreja;
    • Logo no início fica claro isto. Podemos perceber que as igrejas tem um significado:
      • De Igreja física - congregação - dos tempos do Apóstolo João;
      • Histórico: Representando os momentos da Igreja na terra;
      • Pessoal: Cada Evangélico em particular tem certa semelhança com uma das sete igrejas. 
        • Com qual das sete igrejas você se parece? 
  • Fala sobre a vitória de Cristo sobre os rebeldes;
    • Sobre o Reino das trevas e o Diabo;
  • É profético, e muitas coisas ainda estão para acontecer;
    • Algumas coisas já se realizaram, outras estão acontecendo;
  • Faz parte da Bíblia.
    • Não podemos nos esquecer disto, então para entender melhor o Apocalipse é necessário valorizar toda a Palavra de Deus, estudando, meditando e buscando o conhecimento da vontade de nosso Criador.


Gilliard Lima