O coração do homem possui um vazio infinito que apenas o infinito amor de Deus tem o poder de preencher.


19 de maio de 2014
Lembrai-os da mulher de Ló
Lembrai-os da mulher de Ló


E a mulher de Ló olhou para trás


"E a mulher de Ló olhou para trás e ficou convertida numa estátua de sal."
(Gênesis 1926)

Lembrai-os da mulher de Ló


Em Lucas 17.32 Jesus nos alerta: "Lembrai-vos da mulher de Ló.", então aqui vamos nós, vamos nos lembrar dela para entender porque Jesus disse isto.

Quando os pecados de Sodoma e Gomorra chegaram ao limite Deus enviou seus anjos para que a cidade fosse exterminada, pois Deus não mais podia suportar a impiedade daquele povo. Tudo nesta terra tem limite, o orgulho, o adultério, a prostituição, a mentira, o engano e o ódio estão com os dias contados. Deus está sempre disposto a colocar um ponto final na ditadura do pecado, porém tudo tem o seu tempo, e o tempo de Sodoma e Gomorra tinha chegado.

Neste lugar, no entanto, havia um homem, Ló, que se destacava. Ele não era perfeito, mas buscava caminhar de maneira integra, e o mais importante: ele tinha alguém que estava falando com Deus sobre ele - Abraão, o amigo de Deus. Isto foi mais do que suficiente para Deus dar a ele livramento deste grande mal que sobreveio aquelas cidades.

Ló tinha família, esposa e duas filhas. Seus genros zombaram de Deus e disseram que isto nunca iria acontecer quando Ló pediu para que eles saíssem daquela cidade. Ele mesmo não sairia da cidade tão cedo se os mensageiros enviados por Deus não o tivessem retirado de lá puxados pelas mãos. Saíram da cidade, mas este era só o começo.

Quando nós estamos em um lugar aprendemos os seus costumes, compramos suas ideias, somos envolvidos por ela. Uma luta constante acontecia com Ló para não se tornar como os moradores daquele lugar. Mas só temos duas alternativas em todo relacionamento: ou iremos influenciar ou seremos influenciado. Infelizmente a família de Ló não conseguiu influenciar aquele povo, e foi por fim influenciada por ele.

Saíram da cidade, mas a cidade não havia saído deles, estava no coração deles. Prova disto é a mulher de Ló. A cidade representava a vida que eles haviam levado ali. Eles estavam recebendo uma oportunidade de recomeçar. A ordem de Deus para eles era: "(...) não olhes para trás de ti,(...)" (Gênesis 19:17).

Olhar para trás pode parecer tentador, o que deixamos, o que ficou, o que eu tinha, tudo isto pode ser um convite para olhar para trás. Olhar para trás pode ser olhar para o tempo em que estivemos longe de Deus, mas pode ser também olhar para os dias em que não estávamos buscando a presença dEle. Quando olhamos para trás nós invariavelmente ficamos para trás. Quando olhamos para trás ficamos parados, imóveis, estáticos, inertes, sem vida, sem forças para continuar.

Olhar para trás também traz outra consequência terrível: Nos deixamos de olhar para frente, deixamos de olhar para o Deus que nos tem buscado, para aquele que tem nos livrado da destruição.

Olhamos para trás todas as vezes que deixamos de dar ouvido as Palavras de Deus.

Ao olharmos para trás, para o lugar que Deus não está, corremos o risco de termos nosso coração endurecido a tal ponto que perderemos nosso equilíbrio. Quem perde o equilíbrio passa a agir em extremos, uma hora é tudo e outra hora é nada, inconstante como as ondas do mar. Deus não quer isto, Ele tem nos dado espírito de mansidão, de temperança e de domínio próprio. Não vem dele o sentimento de ser "salgado demais". Quando somos "salgados demais"? Quando passamos a olhar para o mundo, para aquilo que Deus na Sua Justiça haverá de Destruir, e desejar, e amar aquilo que Deus abomina. Quando isto acontece estamos nos tornando como a mulher de Ló: Estátuas de Sal. Imóveis, sem vida, sem frutos, sem ação, extremados e levados a um sentimento de que nada é suficiente para preencher o vazio que está em seu interior, pois na verdade o que está lá é o amor ao mundo, e o mundo não pode preencher o coração humano.

O coração do homem possui um vazio infinito que apenas o infinito amor de Deus tem o poder de preencher.

Não olhe para trás, olhe para Jesus, autor e consumador da nossa fé. Olhe para frente, e siga com fé sem duvidar. Deus sempre estará a espera daquele filho amado que escolheu voltar para os braços do Pai.

Perguntas que geram Reflexão


1) Tenho sido salgado demais? Estou olhando para o que há no mundo com desejo?

2) Estou olhando para trás?

3) Estou olhando para um lugar em que Deus não está?

4) O que tem preenchido o vazio infinito do meu coração?

Reflexão que gera Atitude


1) Leia o capítulo 19 de Gênesis.

2) Não olhe para trás, olhe para Jesus.


Gilliard Lima


- Reflexão Bíblica publicada originalmente no site FraseseReflexoes.Net -

Clique aqui e receba estas Frases e Reflexões no seu email!