Quando devemos fugir e quando devemos enfrentar?


8 de junho de 2014

Fugir ou Enfrentar?


A Sabedoria de Deus tem a Resposta



"E ela lhe pegou pela sua roupa, dizendo: Deita-te comigo. E ele deixou a sua roupa na mão dela, e fugiu, e saiu para fora."
(Gênesis 39.12)

Fugir ou Enfrentar?


José - vendido por seus irmãos - foi levado ao Egito, e se tornou escravo na casa do capitão da guarda de faraó, Potifar. Jose - abençoado por Deus - fez prosperar a casa de Potifar e logo este o colocou como administrador de todos os seus bens. A esposa de Potifar, no entanto, passou a assediá-lo diariamente, e após várias tentativas frustradas pela firme decisão de José de não pecar contra Deus e contra seu senhor Potifar, por fim foi acusado do crime que contra ele era cometido.

Quando José se viu - nesta que seria a última vez - provocado por sua senhora, esposa de Potifar, que o convidava para se deitar com ela, não teve dúvidas, quando ela lhe pegou pela roupa, ele deixando a roupa na mão dela fugiu imediatamente, e saiu para fora.

O exemplo de José diante da tentação nos serve de um claro e preciso exemplo de uma das maneiras mais eficientes que temos para vencer a nossa carne. Na carta de Tiago, capítulo 4, versículo 7, lemos o que devemos fazer: "Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós." e esta é uma atitude correta quando estamos diante de situações adversas, porém em muitas outras o melhor caminho é fugir.

A pergunta-chave aqui é: Como saber quando devemos fugir, e quando devemos resistir?

A resposta é: Sempre que a tentação envolve outra pessoa precisamos considerar imediatamente a possibilidade de fugir.

Em todas as tentações precisamos estar cientes de que apenas a Palavra de Deus será respostas eficaz para vencer o pecado e resistir ao Diabo. Só resistiremos ao diabo se antes nos sujeitarmos a Deus. E como nos sujeitaremos a Deus se não conhecermos a sua vontade? E ainda mais: como conhecer a vontade de alguém se não for por meio de suas palavras? Pois bem, para conhecermos a vontade de Deus precisamos buscar ela em Sua Palavra.

Jesus nos ensinou de maneira magistral como fazer isto, veja o que diz o texto de Mateus 4:

"Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome; E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães. Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus. Então o diabo o transportou à cidade santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo, E disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito: Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, E tomar-te-ão nas mãos, Para que nunca tropeces com o teu pé em alguma pedra. Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus. Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles. E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás. Então o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos, e o serviam."

Veja que Jesus não falou nada mais do que o que já estava declarado na Palavra de Deus. Ele disse: Está Escrito. nas três vezes em que o Diabo o tentou. Não venceremos se utilizarmos nossa própria sabedoria, apenas com a Sabedoria que vem do alto, com a Sabedoria de Deus nós venceremos.

O Diabo utilizava a própria Palavra de Deus para falar com Jesus, mas de maneira deturpada, com sempre tem feito, e é por isto que precisamos conhece-la profundamente, e corretamente, para que nenhuma das astutas ciladas do Diabo venha nos derrubar, pois nós sabemos que aquele que está em pé deve cuidar para que não caia.

Como poderemos valorizar a Palavra de Deus de maneira a não cairmos nos enganos do inimigo de nossas almas?

Só há um caminho: Antes de tudo valorizarmos o próprio Deus que as falou, se o amarmos acima de tudo, com todas as nossas forças e todo nosso entendimento, de todo coração, então cada Palavra dEle será para nós um tesouro inestimável.

"E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento." (Mateus 22.37-38)

Se fugirmos do pecado, fugiremos por amor a Deus. Se resistirmos contra o Diabo, o faremos por amar a Deus. E em tudo o que fizermos, o que pensarmos e falarmos, será sempre atentos a vontade de Deus revelada por meio de sua Palavra. Desta forma teremos a Paz de Deus que nos confirma a vitória conquistada por Jesus Cristo na Cruz do calvário. Seremos assim, mais do que vencedores, em todas estas coisas, em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Fugindo ou Enfrentando, estejamos sempre aos pés de Cristo, e Ele nos livrará em todas tentações.

Perguntas para Reflexão:


1) Tenho me fortalecido diariamente com a Palavra de Deus?

Reflexão na Prática


Leia hoje o capítulo 39 de Gênesis.

Seleção de Reflexões Evangélicas


Confira agora esta seleção de Reflexões Evangélicas!

Gilliard Lima
- Reflexão Bíblica publicada originalmente no site FraseseReflexoes.Net -