Ações diferentes envolvem Reações diferentes. Confira a Reflexão de Hoje!


27 de junho de 2014
Mosca

Mosca


"E naquele dia eu separarei a terra de Gósen, em que meu povo habita, que nela não haja enxames de moscas para que saibas que eu sou o Senhor no meio desta terra. E porei separação entre o meu povo e o teu povo; amanhã se fará este sinal."
(Êxodo 8.22-23)

O Tratamento Correto



Muitas pessoas imaginam que é justo tratar todos os seus filhos de uma mesmíssima maneira. Acreditam que o filho obediente deve receber o mesmo tratamento do filho desobediente, e que independente do que façam devem receber tudo de maneira igual, será mesmo? Você concorda com esta atitude?

Pois bem, é certo que os filhos devem receber igual atenção, amor e carinho de seus pais, pois de outra forma se criaria rixas e inimizades entre eles. Isto não se discute. O que estamos tratando aqui é de algo um pouco mais além, estamos falando de consequências, veja só: deve um pai tratar o filho que o obedece da mesma maneira que trata com o filho que o desobedece? Seria justo para com o obediente? Certamente não. Deus também não nos trata assim. Sabemos que Deus não faz acepção de pessoas, mas isto não quer dizer que Ele não trate cada um segundo as suas obras. Se o homem é mal não será tomado por bom, se for piedoso não será visto como infiel por Deus.

Há uma concepção errada sobre o que é fazer acepção de pessoas, pois quando lemos que "Deus não faz acepção de pessoas" precisamos entender que isto quer dizer que Deus não se deixa levar pela aparência, situação financeira, social, fama, status, cor ou raça. O que faz diferença diante de Deus é um coração contrito e quebrantado que reconhece suas limitações e busca refúgio e graça em Deus.

Quando Deus enviou sobre o ímpio povo Egípcio um enxame de moscas fez com que elas não perturbassem os Israelitas, Deus colocou uma separação entre o povo de Faraó e o povo de Deus. Precisamos nos atentar para o fato que Deus é justo e Ele não se deixa levar pela aparência, se fizermos o bem teremos boa recompensa, porém se fizermos o mal seremos alvos da repreensão. Não tem lógica pensar de outra maneira, mas muitos tem raciocinado assim pelo simples motivo que nem sempre a recompensa vem rapidamente, muitas vezes ela demora para chegar e alguns se enganam achando que fazendo o mal há de se colher o que é bom, isto pode até acontecer, mas por um pouco de tempo, até que se cumpra o tempo determinado por Deus.

Fazer as escolhas certas não é comum do ser humano, por natureza costumamos errar, mas é exatamente por isto que Deus enviou Seu Filho Jesus Cristo, e Jesus enviou o seu Santo Espírito, para que possamos ser transformados segundo a natureza de Deus. E como novas criaturas mudarmos nossas escolhas e decidirmos diariamente ser parte do povo de Deus. Se esta for nossa decisão estaremos debaixo de suas bençãos, bem como de sua proteção, e durante a tempestade que aflige o mundo poderemos então saber que Deus faz separação entre o justo e o injusto, entre o que faz o que é certo e o que não faz, pois em sua misericórdia ele nos chamou e em sua justiça nos escolheu para conforme dermos ouvido as Suas Palavras nós sejamos recompensados e fortalecidos na Fé, na Esperança e no Amor de Deus.

Perguntas para Reflexão:


1) Estou certo de que seria injusto tratar todos da mesma maneira?

Reflexão na Prática


Leia hoje o capítulo 8 de Êxodo.

Gilliard Lima

Seleção de Reflexões

Confira esta Seleção de Reflexões Evangélicas!

- Reflexão publicada originalmente no site FraseseReflexoes.Net -