Qual é o último mandamento?


9 de julho de 2014
O Último Mandamento

O Último Mandamento


"Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo."
(Êxodo 20:17)

O Último Mandamento


Você sabe em que consiste o último dos dez mandamentos? Está expresso no versículo citado logo acima, e podemos resumir como: Não cobiçarás. Por ser o último muitos não dão a ele a importância devida, imaginando que não matar e não adulterar são mandamentos mais importantes, mas não podemos nos deixar enganar, todos são relevantes, todos são essenciais, mesmo para nós que temos aceitado a Jesus Cristo e vivemos neste tempo onde a Graça de Deus tem se manifestado de uma maneira inconfundível.

Olhe bem para o 10° mandamento - Não cobiçarás - e veja a estreita relação que ele possui com todos os outros:

9° Não dirás falso testemunho:


Quem cobiça deseja tomar posse de algo que não é dele, e se preciso for irá mentir para obter o que deseja, prestar falso testemunho será algo leve em comparação ao que estará disposto a fazer para obter o que almeja.

8° Não roubaras:


Para que alguém chegue a roubar primeiramente cobiçará algo que não lhe pertence.

7° Não adulterarás:


Jesus disse: "Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela." (Mateus 5.28) Quando Ele disse estas palavras não estava apenas confirmando o último mandamento, mas também estabelecendo a relação dele com este: Não adulterarás. O caminho do adultério passa pela cobiça.

6° Não matarás:


Por que alguém chega a matar? Por vingança, ódio, sede de poder, contendas, ou ainda por desobedecer um dos outros mandamentos. Veja que tudo isto passa por disputar, e toda disputa fala de uma cobiça por algo, um desejo desenfreado por algo que não tem. Matar tem sempre uma justificativa, mas independente da justificativa estará sempre envolvida por muita cobiça e pouco temor a Deus.

5° Honra a teu pai e a tua mãe:


Quem está dominado pela cobiça não pode honrar seus pais, pois estará correndo atrás de tudo, não se importando com o preço, estará disposto a fazer o que for necessário para chegar onde deseja, e não terá tempo para dar ouvido aos conselhos de seus pais, muito menos ainda se preocupará em honrar a seus pais.

4° Lembra-te do dia do sábado, para o santificar:


"Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra." (Êxodo 20.9) Veja que um tempo para descansar, e honrar a Deus, se faz necessário, a cobiça, no entanto, enreda o homem em uma irresponsável correria que não o deixa dormir, nem descansar, e retira o tempo de Deus da vida do homem.

3° Não tomarás o nome do teu Deus em vão


Quem fala sem pensar não perde apenas a honra, mas também revela que está sem controle. Se não estivermos atento as nossas palavras iremos nos deixar levar por elas, e iremos perder a oportunidade de conhecer melhor o que está dentro de nosso coração. Quando um homem tem seu coração preenchido por avareza, cobiça e inveja este se expressará por palavras que irão contra Deus, pois Deus se opõem a tudo isto, quem toma o nome de Deus em vão revela que não está com o foco no Reino de Deus e na sua Justiça, mas nas riquezas e prazeres deste mundo.

2° Não farás para ti imagem de escultura


A cobiça do homem o leva a amar o mundo, e o mundo se expressa através de nossos sentidos, do que podemos ver e tocar. A imagem é uma materialização do mundo e da sua cobiça. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele, não necessitamos de algo "palpável" para fortalecer nossa fé, pois não desejamos estabelecer ela em fundamentos humanos, assim como não cobiçamos a glória deste mundo, mas aguardamos com paciência a Glória Celestial que está reservada aqueles que desfrutarão da presença de Deus eternamente.

1° Não terás outros deuses diante de mim


Amar a Deus acima de tudo. Se assim fizermos não teremos espaço em nosso coração para outros deuses, ou ainda para a cobiça. A cobiça tenta - continuamente - roubar o lugar de Deus em nosso coração, mas Ele já nos alertou: Não terás outros deuses diante de mim.

O remédio para a cobiça? Está na Palavra de Deus: Viver satisfeito, se contentar com o que tem. E o que temos? Jó já sentenciou: "Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá;" (Jó 1.21a) Não temos nada, mas desejamos tudo. Não teremos tudo, mas continuamos desejando. Quando, enfim, entendermos que Deus tem suprido todas as nossas necessidades (nossas verdadeiras necessidades), então estaremos prontos para cumprir os seus mandamentos, pois para desejar fazer a vontade de Deus o homem precisa primeiramente ser liberto de sua descontrolada vontade. Quando assim fizermos Deus nos permitirá ver que nEle temos tudo, e as maiores benção terrestres - iremos finalmente reconhecer - não se comparam a menor das bençãos celestiais.

"Filho meu, não te esqueças da minha lei, e o teu coração guarde os meus mandamentos. Porque eles aumentarão os teus dias e te acrescentarão anos de vida e paz." (Provérbios 3.1-2)

Perguntas para Reflexão:


1) O que eu estou cobiçando?

Reflexão na Prática


Leia hoje o capítulo 20 de Êxodo.

Gilliard Lima

Seleção de Reflexões

Confira esta Seleção de Reflexões Evangélicas!

- Reflexão publicada originalmente no site FraseseReflexoes.Net -