Nossas dificuldades são também nossas grandes oportunidades. Nossas fraquezas é que demonstram realmente o quanto valorizamos as Palavras de Deus.


1 de agosto de 2014
sangue e gordura

A Oportunidade da Fraqueza


"Estatuto perpétuo é pelas vossas gerações, em todas as vossas habitações: nenhuma gordura nem sangue algum comereis."
(Levítico 3.17)

A Oportunidade da Fraqueza



"...Nem gordura..."

O que significava para o Povo de Israel comer a gordura?

Gordura está associada ao conceito de "melhor parte", a parte mais valiosa do animal, e é por isto que Deus disse aos israelitas que eles não deveriam comer gorduras, pois desta forma estariam provando que valorizavam as Palavras de Deus: renunciando a este alimento, obedecendo a ordem de Deus.

"...Nem sangue..."

Deus disse que a vida está no sangue, e que de maneira alguma deveríamos nos alimentar de sangue. Esta mesma orientação Deus já havia repassado a Noé:

"A carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, não comereis." (Gênesis 9:4-5)

E é uma das ordens dadas a Israel que nós também devemos seguir:

"Por isso julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os gentios, que se convertem a Deus. Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da fornicação, do que é sufocado e do sangue." (Atos 15:19-20)

Duas ordens, duas maneiras que os Israelitas tinham de provar que amavam a Deus acima de tudo. Nós - cristãos - temos hoje uma destas ordens: "que se abstenham do sangue". Não é apenas uma ordem, é uma oportunidade de provar que amamos a Deus, de que valorizamos as suas palavras e que estamos dispostos a fazer o que for preciso para estarmos ao lado de Deus.

Muitas vezes temos dificuldades em cumprir algo em nossa vida espiritual, mas precisamos ficar atentos, pois é exatamente neste ponto que temos a oportunidade provar que não estamos servindo a Deus de brincadeira, mas que somos pessoas que temem a Deus, e sobretudo: que amam a Deus. Nossas fraquezas revelam em que área teremos mais oportunidade - durante nossa vida - de provar nosso amor para com o Pai Celestial. Não perca a oportunidade, pois cada uma delas é única e - com certeza - se tornará eternamente inesquecível.

Perguntas para Reflexão:


1) O que eu tenho renunciado por amar a Deus?

Reflexão na Prática


Leia hoje o capítulo 3 de Levítico.

Gilliard Lima

Seleção de Reflexões

Confira esta Seleção de Reflexões Evangélicas!

- Reflexão publicada originalmente no site FraseseReflexoes.Net -